quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Sob ou sobre... o que digo.


Esclarecimento do Andarilho


Sob ou sobre? Subserviente ou sobrevivente? Dúvidas que movem respostas e giram o mundo.

Que os anjos escrevam salmos sob meu corpo nu agora...

Alguém em especial veio e me perguntou se era sob ou sobre... e existem duas maneiras de se interpretar. E ambas justificam o sob.

A primeira é sob a pele do Homem. O imo, o interior disponibilizado para impressões e sentimentos.

A segunda, bem, a segunda remete a outros textos, outras histórias... requer mais entendimento. Temos dito sobre a importância da Unidade; sobre buscarmos sermos uno no Amor. Se assim pensarmos, sob meu corpo nu ganha novos contornos de corpos. Posto que a Unidade requer homem... e mulher. Então podemos inferir que sob o corpo está a amada, a metade. E é nela que o poeta quer que os anjos escrevam salmos e todos os trechos de música que cantarem entre nuvens...


(E você, é subserviente do mundo ou dele se faz um sobrevivente?) falando baixinho...


(R. Moran)

* remete ao post: http://andarilhomago.blogspot.com/2011/12/sob-meu-corpo-nu.html
 
* todos os direitos reservados ©


2 comentários:

  1. 'Sob' ou 'sobre', isso é muito relativo na poesia, no amor e na luta, enfim, na vida. Ora você está sobre e ora está sob, e muitas vezes você nem consegue saber se está sobre ou sob de tão rápido que tudo acontece.

    Quanto ao texto anterior, esta frase: "Não deu. Tu viestes - e arrombando as janelas, permitiu que entrassem todos as luzes noturnas, todos os insetos, teu olhar... ", eu simplesmente amei.

    Um abraço,

    Suzana/LILY

    ResponderExcluir
  2. Lindas e sábias palavras.
    Um beijo
    Denise

    ResponderExcluir

Obrigado por sua participação. Seja livre para opinar, discordar, dar sugestões ou contribuir para o melhor caminho do Andarilho.

Para mí, solo recorrer los caminõs que tienén corazón...